Lorde concedeu entrevista à MTV.

Lorde concedeu entrevista à MTV. Leia logo abaixo a tradução:

Como Lorde celebrou o fato de ser a artista mais jovem no período de um quarto de um século a possuir um #1 na Billboard Hot 100? Exatamente como você esperaria que ela fizesse.

“Eu vim ver o Phoenix na noite passada no Barclays Center”, ela disse. “Eu cheguei em casa e fui para a cama”.

O que é apropriado, considerando os sentimentos anti-influentes do seu hit “Royals”, uma preciosa canção pop que ousa abordar a monotonia do gênero.

É por isso que seu sucesso é assombroso: nem a música, nem a garota de 16 anos de idade que a interpreta parecem enquadrar-se dentro dos limites brilhantes do Top 10, uma esfera rarefeita povoada por vários nomes como Katy Perry e Miley Cyrus. E está tudo perfeitamente bem para Lorde.

“É difícil para eu pensar sobre isso, porque todas aquelas pessoas são grandiosas estrelas, mas não acho que me enquadre na mesma situação. Tipo, eu sei em fato que meu quarto é super bagunçado e eu sou uma pessoa desagradável como um todo”, ela riu. “Eu não faço o tipo, ‘Oooh, olhem para mim!’. Você sente que as pessoas são seres divinos, não é o caso deste gato.”

Ainda ao mesmo tempo, ela não se trata de minimizar o fato de que conseguiu conquistar o mundo do pop: “Eu definitivamente não estou assustada. Porque eu estaria?”. O sucesso de Royals só tem a encorajado. Agora que tem um hit, ela está determinada a provar que não foi um acaso.

“Estou super focada em fazer música nova no momento, e esse é bom jeito de ser, se você teve algum sucesso musical no passado, melhor do que pensar tipo: Como seguirei em frente a partir do presente?”. Acho que todos esquecem que há todo um material, e, logo em seguida, o relevante é a música que você faz. Eu não poderia estar dando esta entrevista a menos que eu tivesse uma música ou uma equipe profissional para apoiá-la. Se não há músicas, não há literalmente nada.”

Então eu tenho que ser tipo: “Você tem que fazer música, ou o que está lá é para que nós façamos? É o tipo de coisa que me importo sobre a maioria e isso me mantém sã, então comecei bem em falar coisas como: Não quero fazer coisas chatas, quero fazer coisas legais”.

Por fim, ela já está preparando o próximo single do seu debut álbum Pure Heroine. “Eu realmente penso que ‘Team’ tem algo, eu sinto isso”, ela disse. E vai continuar compondo sempre que pode. E graças a subida gradual de Royals ao topo das paradas, ela já está preparada para lidar com as expectativas do que virá após um grande sucesso. Isso é como ela escreveu seu álbum depois de tudo.

“Eu compus Royals antes de me tornar grande, mas eu escrevi o álbum todo logo após, e as pessoas parecem gostar dele. Eu não poderia deixar de pensar nisso enquanto estava escrevendo. Estou focada em novos projetos, mais música. Acho que já tenho boas ideias.” 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *